Pesquisar

Saúde Saúde Mental

Você Conhece o Alongamento Integral?

Compartilhe
alongamento integral

Alongamento integral é um conceito global que se refere a quatro tipos de alongamento que são essenciais para o desenvolvimento pessoal completo: muscular, emocional, mental e espiritual.

Viver em equilíbrio requer que nosso corpo, mente, emoções e espiritualidade estejam em harmonia. Para que isso ocorra é necessário desenvolvê-los com a mesma intensidade, a fim de alcançar uma melhor qualidade de vida.

Neste artigo você vai entender o que é cada tipo de alongamento, sua importância e aprender como desenvolvê-los. Assim, poderá introduzir  o alongamento integral em sua rotina e alcançar mais saúde e equilíbrio.

Alongamento Muscular

O alongamento muscular é uma prática que ajuda a preparar os músculos para a execução de algum exercício, assim evitando lesões e auxiliando a melhorar a postura. Por exemplo, é muito importante alongar-se antes de correr.

Mesmo que você seja sedentário saiba que o alongamento é essencial, uma vez que diminui a sobrecarga nas articulações durante movimentos rotineiros.

Qual a importância do alongamento muscular?

O alongamento muscular prepara o corpo para os movimentos que serão realizados e também ajuda a aumentar sua amplitude. Assim ele é importante para tirar a tensão dos músculos, evitando dores, câimbras e tensões.

Como fazer o alongamento?

Os movimentos do alongamento devem ser lentos e toda a musculatura deve estar relaxada, sem nenhum ponto de tensão. O ideal é fazer os movimentos todos os dias.

É indicado fazer um aquecimento com duração de quinze minutos antes de começar o alongamento e se alongar novamente após realizar uma atividade física. Não é indicado ficar mais de três semanas sem realizar o alongamento, pois pode causar o encurtamento da musculatura. 

É importante saber que existem diferentes tipos de alongamento, os quais se diferem de acordo com a forma como são realizados e o momento. Entre eles temos:

  • Alongamento dinâmico: é feito através de movimentos dinâmicos como elevação dos joelhos, rotação dos braços e tronco e agachamento. Ele aumenta a mobilidade das articulações e amplitude do movimento, deve ser feito antes da prática de exercícios.
  • Alongamento estático: é realizado quando os músculos são esticados e a pessoa fica parada. Ele melhora a flexibilidade e proporciona relaxamento, deve ser feito depois da prática de atividades físicas.
  • Facilitação neuromuscular proprioceptiva: é feito com a ajuda de outra pessoa. Ele ajuda a aumentar a amplitude de alongamento, deve ser feito por um profissional especializado.
  • Alongamento específico: é realizado de acordo com a atividade física que será realizada. Ajuda a diminuir o risco de lesões musculares e articulares.
  • Alongamento passivo: é feito com a ajuda de um aparelho, como bola suíça, faixa elástica ou mesmo de outra pessoa. Ele ajuda a aumentar a flexibilidade.

Quais os benefícios do alongamento muscular?

Entre os benefícios que esse tipo de alongamento proporciona, estão:

  • Auxilia a melhorar a postura;
  • Melhora a circulação sanguínea;
  • Aquece os músculos e os prepara para realizar alguma atividade;
  • Relaxa o corpo após a realização de um exercício físico.

O que acontece se não fizer alongamento?

Como dissemos anteriormente ficar um longo tempo sem alongar o corpo pode causar o encurtamento da musculatura, assim podendo alterar a lordose lombar e sobrecarregar os discos.

Realizar o alongamento evita esse problema já que aumenta a flexibilidade e o tamanho das fibras musculares.

Alongamento Emocional

O desenvolvimento da inteligência emocional também é importante para a realização do alongamento integral. A inteligência emocional é a capacidade de entender e controlar os próprios sentimentos, assim como os sentimentos das pessoas ao nosso redor.

Qual a importância do alongamento emocional?

O desenvolvimento emocional é importante, pois proporciona benefícios não só para você como para as atividades que realiza e as pessoas ao redor.

Dessa forma em qualquer ambiente em que você estiver conseguirá ficar em harmonia e realizar as tarefas diárias de forma mais confiante e com mais motivação.

Controlando suas emoções você também poderá ter um melhor convívio social com as pessoas e poderá alcançar grandes realizações tanto pessoais como profissionais.

Como fazer o alongamento emocional?

Esse tipo de inteligência é capaz de evoluir através de alguns hábitos que devemos passar a ter, para que dessa forma possamos cada vez mais adquirir sabedoria e esclarecimento para lidar com situações difíceis.

Entre esses hábitos estão:

Prestar atenção ao seu comportamento

Você deve observar a forma como você age perante determinadas emoções e como isso afeta sua vida. Dessa forma você ficará mais consciente sobre si mesmo e poderá julgar seu comportamento.

Controlar emoções negativas

Você deve se empenhar em controlar emoções negativas, elas podem vir de pensamentos, comentários ou mesmo tratamentos abusivos de outras pessoas.

É importante identificar de onde essas emoções vêm e se empenhar para não se afetar por elas, aprendendo a estabelecer limites e não se envolver com pessoas negativas, ou mesmo contagiá-las com pensamentos e atitudes positivas.

Aprender a lidar com o stress e a ansiedade

É comum ocorrerem situações estressantes em nossa vida, nesses momentos nos sentimos ansiosos e muitas vezes não temos controle sobre nossas emoções, no entanto devemos evitar agir por impulso e refletir sobre a melhor forma de agir.

Por isso ações como contar até dez, respirar profundamente, lavar o rosto com água fria ou tomar ar fresco podem ajudar a mantermos a calma no primeiro momento para que possamos refletir e decidir o que fazer.

A meditação também pode ajudar a mantermos a calma e analisarmos melhor a situação.

Não pensar apenas nos seus problemas

Muitas vezes ficamos tão imersos em nosso próprio mundo que acabamos pensando apenas em nós mesmos e nos afundando em nossos problemas. Mas se você passar a enxergar o outro pode aprender bastante, pois todas as pessoas passam por algum problema na vida.

Por isso é interessante mudar seu ponto de vista e realizar atividades que te permitam isso como ler um livro, trabalhar como voluntário, ouvir um amigo ou mesmo viajar.

Isso vai te ajudar a entender como o mundo é grande e te ajudará a obter outra perspectiva sobre a situação que está vivendo.

Aprender a ter resiliência

A resilência é a capacidade de se adaptar aos problemas e emoções. Para aprender a ser resiliente você deve cultivar algumas habilidades como elaborar planos e cumpri-los, ser mais autoconfiante e ter uma visão positiva sobre si mesmo.

Além disso, você também deve aprender a lidar com emoções e impulsos, dessa forma é possível seguir em frente e se recuperar de experiências ruins, enfrentando os problemas de maneira eficaz.

Aprender a ter empatia

Também é importante aprender a ter empatia, ou seja, entender mais o próximo, a maneira como uma pessoa se sente ou se comporta de determinada forma e assim comunicar essa compreensão a ela.

Dessa forma você também vai começar a entender a si mesmo, e saber por que está se comportando de determinada maneira. Assim você também terá uma maior sensibilidade e ser uma pessoa mais aberta.

Ser mais positivo

Para desenvolver mais seu controle emocional você também deve ser uma pessoa mais positiva, evitando reclamar sobre seus problemas e enfrentando-os com calma, dessa forma é possível ver as coisas de uma perspectiva geral.

Isso ajuda a enfrentar as situações mais difíceis, além de melhorar sua saúde física e contagiar as outras pessoas ao redor. Por isso é preciso olhar o lado bom das coisas, mesmo em momentos complicados, pois sempre podemos aprender alguma coisa.

Conhecer seus limites

Você também deve conhecer seus limites, como por exemplo, dizer “não” a algo ou alguém sem se sentir culpado, estabelecendo suas prioridades e assim evitando coações.

Alongamento Mental

O desenvolvimento mental é tão importante quanto o desenvolvimento físico, pois através disso melhoramos nosso desempenho social, psíquico e emocional, dessa forma alcançando o equilíbrio emocional e desenvolvendo a força psicológica.

Como fazer alongamento mental?

É possível realizar o alongamento mental através de algumas práticas que devem se tornar rotina em nossas vidas, entre elas:

Buscar o autoconhecimento

Para desenvolver sua mente é importante buscar o autoconhecimento. Dessa forma você deve conhecer suas crenças, testar seus limites, desenvolver suas capacidades, analisar sua personalidade e ter consciência sobre suas emoções, valores, objetivos e anseios.

Assim é possível realizar outras práticas e se desenvolver cada vez mais.

Ser persistente

Você também deve estabelecer objetivos e ser persistente, não desistindo das coisas facilmente. Para isso você deve definir metas e ir avançando pouco a pouco.

Vencer esses pequenos desafios te fará ficar mais confiante e ajudará a fortalecer sua mente.

Aprender a dizer não

Ajudar as pessoas é muito bom, mas isso não deve afetar negativamente sua vida. Por isso é importante saber dizer não caso alguém te peça algo que acabe atrapalhando a realização de tarefas importantes.

Assim você conseguirá definir suas prioridades e se focará nas suas responsabilidades.

Focar-se nas coisas importantes

Muitas vezes perdemos tempo com coisas inúteis e questões supérfluas, isso acaba tirando o tempo que deveríamos ter com as coisas que realmente merecem nossa atenção.

Por isso é importante se focar em tarefas produtivas e que são necessárias e deixar as coisas inúteis de lado, isso ajuda a evitar que gastemos nossa energia mental desnecessariamente e nos torna mais produtivos e focados no que está no nosso controle.

Trabalhar suas emoções

Como discutimos no tópico anterior sobre o alongamento emocional, ele é importante para o desenvolvimento de nossa mente, pois controlando melhor nossas emoções saberemos como canalizá-las e responder a elas da melhor forma possível. Assim podemos nos controlar mesmo em situações difíceis, refletindo sobre a melhor forma de agir.

Manter hábitos saudáveis

Além de nos focarmos no nosso controle mental atitudes que tomamos na parte física também podem fazer bem à nossa mente.

Praticar exercícios físicos proporciona uma boa saúde cardiovascular, dessa forma é transportado mais oxigênio e glicose para o cérebro e eliminamos toxinas.

Manter uma boa alimentação também é benéfico para o cérebro, pois 20% de açúcar e da energia consumida vão para esse órgão, dessa forma permitindo que ele trabalhe melhor.

Além disso, o equilíbrio das bactérias do intestino é essencial para o bem-estar da mente, pois cerca de 100 trilhões de bactérias do sistema digestivo se conectam com o cérebro. Assim um intestino sadio resulta em uma mente também sadia.

Dormir bem, pelo menos 8 horas por dia, faz muito bem ao cérebro também. Pois o sono é importante para que sua mente possa se recuperar do dia que passou, dessa forma você acordará mais disposto e animado.

Relaxar

É importante relaxar de vez em quando, pois o estresse descontrolado pode ser tóxico para o cérebro. E ao descansar a mente você exercita a rede neural de modo padrão, que permite que sonhemos e dessa forma fixemos a memória.

Por isso quando sentir que sua mente precisa descansar um pouco, dê uma parada em suas atividades e tire alguns minutos para praticar meditação e técnicas de relaxamento, pois ajudam a diminuir o nível de cortisol, que é conhecido como o hormônio do estresse.

Aprender coisas novas

Outra maneira de desenvolver sua mente é aprender coisas novas, como desenhar, pintar, falar um novo idioma, tocar um instrumento musical, até mesmo jogar algum jogo, entre outros. Dessa forma você vai desafiar sua mente e a desenvolverá melhor.

Ouvir música

Outra atividade que estimula a mente é ouvir música, pois através dessa simples ação é possível melhorar a cognição em geral. Saiba que quando a pessoa perde a memória por algum problema, a memória musical é a última que desaparece.

Por isso é indicado que você ouça música seja na sua casa, ou mesmo participe de um coral ou vá algum show de uma banda que você curte.

Alongamento Espiritual

A espiritualidade ao contrário do que algumas pessoas podem pensar não se refere a uma religião ou doutrina, mas a ter consciência da sua própria alma e dessa forma se conectar com o mundo espiritual, e assim se aproximar do conhecimento de Deus.

Como fazer o alongamento espiritual?

Para nos desenvolvermos espiritualmente é necessário que transformemos algumas ações em rotina, como parte de nossas vidas. Entre elas:

Perdoar

Saber perdoar é muito importante, pois dessa forma nós não sofremos mais e curamos nosso coração e espírito, assim nos livrando da raiva e do ódio. Pois o ressentimento pode nos prender de tal forma que acabamos fazendo mal a nós mesmos, nos libertar disso nos deixa mais leves e em paz.

Deixar o ego de lado

O ego é uma admiração exagerada que temos de nós mesmos, isso nos leva a pensarmos apenas em nós mesmos e desacreditar no amor de Deus. Dessa forma somos aprisionados por nossas próprias ilusões e acabamos ficando isolados tanto espiritualmente como socialmente.

Conectar-se com sua alma

A conexão com a alma é muito importante para o desenvolvimento espiritual, pois dessa forma você entende que é um instrumento de uma força maior e compreende que sua vida tem um propósito. Assim você não se sente vazio nem sozinho.

Uma forma de se conectar com a alma é meditando, pois a meditação permite que nos desliguemos do mundo material e fiquemos atentos à nossa consciência.

Ser grato

Ser grato também é muito importante, pois quando agradecemos pelas coisas que temos e conquistamos estamos falando como somos gratos a Deus por tudo o que ele faz por nós.

Comece agradecendo as coisas pequenas do dia a dia, dessa forma você vai se manter conectado ao mundo espiritual e atrair mais bênçãos na sua vida.

Buscar a paz

É importante buscarmos a paz, para isso devemos acalmar nossas emoções e nos empenhar em ficar em paz com o mundo em que vivemos. Podemos fazer isso através de atitudes positivas, isso ajudará a nos sentirmos melhor e a obter a paz interior, que também se refletirá ao nosso redor.

Por isso ao invés de se fixar nas coisas negativas veja as coisas positivas, elogie mais e critique menos, aja através do amor e não pelo medo. Através da confiança em Deus, da aceitação, do perdão e da gratidão é possível alcançar a paz.

Meditar

Como mencionamos anteriormente meditar permite que nós nos conectemos com nossa alma e também ouçamos a Deus. Pois através da meditação é possível nos desligarmos do mundo que nos cerca e nos ligarmos ao mundo espiritual, para isso devemos tranquilizar nossa mente e cedermos ao controle divino em nosso interior.

Saber seu papel no plano divino

É importante entendermos nosso papel no plano divino, para que saibamos qual o nosso propósito nesse mundo. Para isso devemos pedir orientação a Deus.

É possível sentir Deus aprovando nossas ações quando nos sentimos com o coração leve e feliz ao fazer algo. Isso é o que ele deseja de nós, que compartilhemos nossos talentos.

Como você viu neste artigo o alongamento integral é essencial para alcançarmos o equilíbrio entre o corpo, a mente, o emocional e a espiritualidade.

Cada um dos alongamentos dos quais falamos são importantes em nossa vida, por isso é bom praticá-los se quisermos viver em harmonia. Dessa forma nos sentimos melhor fisicamente, mentalmente, emocionalmente e espiritualmente.

E isso é essencial para ter uma boa relação com as pessoas ao nosso redor e também nos sentirmos melhor com nós mesmos. Assim nos desenvolvemos melhor como pessoas e temos mais qualidade de vida.

Diego Molina

Psicólogo clínico com um longo histórico pessoal de tratamento da dor: tendinite do joelho, síndrome de ATM e, mais recentemente, alguma dor no ombro que ainda não tive a chance de descobrir o que é! Estudante de ioga há muito tempo, recentemente estive pesquisando os mecanismos de alívio da dor e hábitos para uma vida mais saudável e gratificante.

  • 1