Pesquisar

Saúde Mental

Como Sair da Depressão: Tratamentos e Atividades

Compartilhe
como sair da depressão

A depressão é um transtorno mental que provoca a perda da vontade de viver, em que a pessoa se sente triste e desanimada. É um problema grave e é de suma importância que seja tratado, pois traz grandes prejuízos para quem sofre, seus familiares e pode até levar ao suicídio.

Sair da depressão não é uma tarefa fácil, pois segundo o pesquisador e psicólogo Antonio Maspoli as pessoas que sofrem desse problema acabam se acostumando com ele e assim se apegam a isso como uma forma de se sentir vivo.

Por outro lado o psicanalista e psicólogo Lucas Nápoli aponta que o ser humano tem uma inclinação natural para amar a vida e se desenvolver. E essa é uma importante razão para se livrar da depressão.

Se você está buscando formas de sair da depressão é importante que leia este artigo, pois reunimos informações interessantes e que poderão te ajudar nessa missão difícil: muitos já venceram e você também pode.

Definição de Depressão

A depressão é uma doença psiquiátrica cujo sintoma principal de acordo com Lucas Nápoli é o rebaixamento da vontade de viver. O psicanalista diz que esse sintoma é que desencadeia todos os outros como tristeza, desânimo, crises de choro, falta de desejo sexual, entre outros.

Ele explica que todo ser humano tem uma inclinação natural a amar a vida, de querer crescer, se desenvolver e ampliar as possibilidades. E isso se torna possível por meio dos vínculos que a pessoa cria em vida.

Mas é preciso estar aberto para a vida para formar esses vínculos e isso não acontece quando você está com depressão. Uma pessoa deprimida não quer aproveitar as oportunidades e nem sente vontade de realizar as tarefas diárias, nem de fazer planos. Essa é uma das características marcantes dessa doença.

Quando você está depressivo passa a não querer mais se arriscar para conseguir as coisas na vida. Preocupa-se muito em não perder coisas, tenta se proteger e se defender.

Todos nós temos uma energia vital, mas que normalmente ela é jogada para fora. No caso da depressão é como se ela fosse jogada para dentro, passando a se focar em você mesmo para que se sinta protegido.

O psicanalista diz que é por esse motivo que as pessoas que são depressivas costumam falar muito de si mesmas e de seus problemas, sendo egocêntricas, pois elas estão pensando em se defender.

Segundo ele a depressão pode ocorrer devido a duas situações:

  • quando a pessoa sofre alguma situação difícil, como a perda de um familiar ou emprego;
  • no momento em que a pessoa passa por derrotas subsequentes, de coisas que não deram certo, tentativas mal sucedidas, rompimentos de relacionamentos e vínculos, em sequência.

Isso pode levar a pessoa a se defender e tentar levar a vida de uma maneira defensiva.

Incidência

De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde) a depressão tem a incidência de 300 milhões de pessoas no planeta, sendo que no Brasil estima-se que 5,8% da população seja afetada por esse problema.

Como Sair da Depressão?  

Para sair da depressão, o psicólogo Antonio Maspoli sugere que a primeira atitude que você deve tomar é desejar isso de verdade. Pois ele fala que as pessoas se acostumam com a dor e o sofrimento, devido ao fato de ter se estendido por muito tempo.

É como se a pessoa se apegasse a isso, sendo uma forma de se sentir vivo. No entanto o problema disso é que acaba atrapalhando o tratamento.

Ele também fala que o desejo de não sair da depressão é algo inconsciente e que por isso você deve ter consciência se quer ficar bem. O psicólogo diz que a depressão impacta na realização de algo, mas não no processo de decisão.

Por isso mesmo que você esteja deprimido é capaz de tomar decisões. No primeiro vídeo de sua série “Como sair da depressão” ele propõe um exercício de motivação para que você enxergue a sua vida sem depressão.

Para isso ele recomenda que você se pergunte como seria sua vida social, trabalho, relação com a família e amigos sem a depressão. Pois a depressão é como um peso que fica sobre seus ombros, acompanhado de cobranças internas em excesso.

Por isso é importante fazer um acordo consigo mesmo, querer melhorar e deixar para trás esse sentimento ruim.

Tratamentos para Depressão

Os tratamentos para sair da depressão são feitos de forma gradual levando em conta três fases:

  • aguda: tem como objetivo alcançar a diminuição dos sintomas e a otimização das funções psicossociais, ela geralmente dura entre 6 e 8 semanas;
  • continuação: seu foco é a prevenção de recaídas da depressão, tendo como objetivo que o paciente se recupere totalmente, geralmente essa fase dura entre 4 e 9 meses;
  • manutenção: quando os problemas forem resolvidos então o seguinte objetivo é prevenir que a depressão volte a ocorrer, essa fase tem duração indefinida.

Existem diferentes tratamentos para sair da depressão, cada um deles tem uma razão para ser aplicado e são muito importantes para curar a doença. Vamos conhecê-los.

Tratamento com Médico Psiquiatra

É o médico psiquiatra que ajudará a diagnosticar a doença, pois ele avaliará os sintomas e fará a análise mais adequada. Geralmente quando é identificada a depressão ele pode recomendar o uso de medicamentos antidepressivos.

Essas medicações tem a capacidade de impedir que neurotransmissores como serotonina e dopamina (que proporcionam bem-estar) voltem à célula de origem, assim permitindo que os estímulos sejam transmitidos, o que não acontece quando você tem depressão.

O psicólogo pode te ajudar a sair da depressão, pois seu papel é auxiliar na reestruturação mental, compreensão e encontro da solução de problemas. Dois tipos de terapias bastante utilizadas são a cognitiva comportamental e a psicanálise.

A primeira tem como objetivo resolver o problema atual do paciente, sendo que o psicólogo poderá te ajudar a identificar pensamentos positivos e negativos, para que você possa entendê-los melhor e assim mude-os. Já a psicanálise foca nos processos inconscientes, levando o paciente a pensar e se ver de forma diferente.

Assim não são levados em consideração apenas os sintomas da depressão, mas as reações do paciente perante várias situações, tendo o intuito de identificar traumas, por isso que este tipo de tratamento pode durar anos, dependendo do problema.

Participação em grupos de apoio

Outro tratamento que pode ajudar a sair da depressão é a participação em grupos de apoio, pois é importante conversar com pessoas que também passaram por esse problema.

Existem determinados grupos que são direcionados para pessoas com esse problema, você pode encontrá-los em hospitais, comunidades religiosas e até mesmo em universidades. Esses grupos ajudarão você a lidar com o problema e ensinarão a encontrar a cura.

Atividades para Sair da Depressão

Além dos tratamentos há atividades que podem ajudar a lidar com o problema e até mesmo superá-lo. Vamos conhecê-las a seguir.

Esforce-se para mudar sua frequência

A psiquiatra Marina Bernardi aconselha que você mude sua frequência, ou seja, seu estado de ânimo. Segundo ela as pessoas que tem depressão nem sempre estão mal, há dias bons e ruins.

Você deve ter em mente que não importa o diagnóstico que recebeu, não há nada definitivo. É possível encontrar uma alternativa, melhorar um pouco algum aspecto do seu dia. Por isso você deve saber viver com suas tristezas e alegrias.

Você deve mudar seus pensamentos e passar a enxergar que um dia é diferente do outro. Pois em um dia você pode estar triste, desanimado e ter pensamentos negativos, mas tudo pode ser diferente no outro dia.

É preciso ter fé e paciência, pois segundo ela a pessoa não é depressiva nem tem depressão, apenas passa por momentos de tristeza. Por isso Marina recomenda que você mude sua frequência e lute para não se entregar à tristeza.

Ela também aconselha que você faça alguma atividade que te relaxe como caminhar, escutar uma música, orar, ler um livro, algo que ajude a elevar sua frequência. Dessa forma seus sentimentos também vão te elevar, o importante é saber lidar com a tristeza e se empenhar para deixar esse estado.

Mude seu comportamento

O psicanalista Lucas Nápoli também dá a dica que para sair da depressão não são apenas os medicamentos que podem ajudar você mudar seu comportamento para que possa agir de forma mais ofensiva e não se preocupe mais em se ferir.

Segundo ele é necessário que sua energia vital volte a ser investida no mundo. Você pode realizar terapia para te ajudar, o que é essencial nesse caso, mas é preciso começar voluntariamente, mesmo que não tenha vontade, um exemplo que ele dá é realizar coisas que você havia parado de fazer como sair de casa para praticar atividade física.

Isso pode ajudar você a sinalizar para seu corpo que está mudando de direção, pois as pessoas nascem para viver no ataque e não defesa.

Seja autêntico

O psicólogo Antonio Maspoli orienta que você seja autêntico e não sustente uma personalidade que não é sua, nem viva de aparências. Por isso é importante que você:

  • conheça a si mesmo;
  • respeite seus limites;
  • não se preocupe muito com a opinião das pessoas;
  • aprenda a dizer não.

Dessa forma você será capaz de viver em paz consigo mesmo e também será mais feliz.

Adote um estilo de vida saudável

Ficar fechado em um quarto sofrendo não é a chave para sair da depressão, mas sim praticar exercícios físicos, ver a natureza e ter uma vida mais saudável.

A prática de atividades físicas auxilia nosso corpo a produzir serotonina, que é um dos neurotransmissores que promovem o bem-estar.

Além disso, reservar um dia para ver a luz do sol, pisar descalço na grama ou sentir o vento em seu rosto ajuda a relaxar, pois lembra que você é um ser vivo e sobrevivente.

Outra maneira de se sentir saudável é comer de maneira adequada. Alimentos como azeite de oliva e oleaginosas como amêndoas, nozes, castanha do Pará, entre outras, ajuda a evitar a depressão.

Também é essencial tomar água, pois esse precioso líquido ajuda o nosso organismo a funcionar corretamente.

Para outras dicas veja também nosso artigo sobre envelhecer com qualidade de vida.

Fique perto das pessoas que você ama

É importante que você fique perto de pessoas que sejam de sua confiança e que consigam te compreender, seja qual for seu estado psicológico. Saber que temos alguém que nos apoia e nos ama é muito importante, pois mostra que não estamos sozinhos.

Faça atividades que lhe deem prazer

Outra atitude que você pode tomar para sair da depressão é realizar alguma atividade que lhe seja prazerosa e que te ajude a relaxar, como andar de bicicleta, tomar algum instrumento, desenhar, pintar, cozinhar ou comer alguma comida que você aprecie, ou outra que te faça bem.

Como sair da depressão sozinho

Para tratar a depressão é necessário acompanhamento médico e terapia, mas você também pode se ajudar por meio de algumas práticas e ações. Confira algumas delas a seguir.

Busque conhecimento sobre a depressão

O psicólogo Antonio Maspoli também orienta que você busque conhecimento sobre o problema, pois dessa forma você pode ter uma visão mais consciente sobre o assunto.

Por isso você deve realizar pesquisas, leia livros e conheça histórias de pessoas que já passaram por isso. Dessa forma você poderá entender melhor a doença e ter esperança de que as coisas poderão melhorar.

Saiba perdoar

Antonio Maspoli também fala da importância de saber perdoar, pois a amargura e o rancor sugam a energia, tiram a alegria de viver e prejudicam sua saúde tanto física como mental.

Por isso é importante se livrar de sentimentos negativos em relação a outras pessoas. Ele fala que todos nós somos sofremos ao longo da vida devido a injustiças ou mesmo algum mal que outros cometem contra nós, mas é preciso ver as coisas como naturais e aprender a não guardar coisas ruins e perdoar.

Ao perdoar nos libertamos de sentimentos ruins e ainda melhoramos o funcionamento do sistema imunológico e evitamos doenças.

Cultive a espiritualidade

O psicólogo também fala da importância de cultivar a espiritualidade, que é diferente da religiosidade, pois se trata da busca do significado da vida e um sentido de conexão com algo maior do que si mesmo. Segundo ele a espiritualidade pode ser desenvolvida por qualquer religião e inclusive em pessoas agnósticas ou ateias.

Até mesmo médicos e cientistas realizaram estudos sobre os benefícios da fé na saúde, sendo que a OMS (Organização Mundial de Saúde) inclui o bem-estar espiritual no que é considerado uma vida saudável.

Cuidar da sua saúde interior é como alongar sua mente e alma. Isso te ajudará a encontrar sentido para sua vida e assim se sentir mais em paz e com um propósito a cumprir.

Use a depressão para crescer como pessoa

Às vezes ficamos tristes por coisas ruins acontecerem conosco, mas tudo pode ser usado como um aprendizado, algo que te ajuda a crescer como ser humano.

No caso da depressão é importante tirar a culpa e utilizá-la como algo para enfrentar o problema de frente. Você não deve levar em conta os pensamentos depressivos de sua mente, dessa forma eles se tornarão fracos e não poderão nos atingir.  

Assim você é capaz de usar a depressão para se tornar uma pessoa melhor, ter mais empatia pelo sofrimento que os outros estão passando e se focar no verdadeiro propósito de viver.

Como Sair da Depressão Profunda?

A depressão profunda é a fase mais grave desse transtorno psicológico, sendo caracterizada por sintomas como: tristeza que torna a pessoa incapaz de realizar atividades cotidianas, isolamento, sentimento de culpa e sensação de inutilidade, insônia durante a noite, pessimismo e desânimo, não ter cuidado consigo mesmo e pensamentos de morte.

É essencial ter o apoio de pessoas queridas e que você confie e que sejam capazes de ajudar a identificar os sintomas. Em seguida é preciso buscar o atendimento de um psiquiatra e psicólogo, para que você possa realizar o diagnóstico correto e se for o caso tratamento da doença.

Qual a Melhor Maneira de Vencer a Depressão?

A melhor forma de enfrentar o problema é querer se curar, pois de nada adianta realizar todo o tratamento necessário se você não tem força de vontade para lutar contra a depressão.

O psicólogo Antonio Maspoli diz que o primeiro passo é desejar sair do problema.  A psiquiatra Marina Bernardi aconselha que você mude sua frequência e aprenda a lidar com situações tristes e felizes, para que possa entender melhor seus próprios sentimentos e assim lute para não se entregar à tristeza.

O psicanalista Lucas Nápoli recomenda que você mude seu comportamento aos poucos, para que passo a passo você vá criando forças para vencer a depressão.

Como você viu a depressão é um transtorno psicológico sério e que provoca a perda da vontade de viver, o que leva aos outros sintomas, como a tristeza.

Existem diferentes tratamentos para esse problema, como o tratamento com o psiquiatra, que é realizado por meio do uso de medicamentos antidepressivos que atuam no equilíbrio dos neurotransmissores, a terapia feita com psicólogo que pode ajudá-lo a lidar com a situação e enfrentar o problema.

Também há os grupos de apoio que oferecem ajuda por meio do compartilhamento de experiências e orientação. Além disso, é necessário que você tome algumas atitudes como esforçar-se para mudar sua frequência, mudar seu pensamento, ser autêntico, adotar um estilo de vida saudável, ficar perto das pessoas que você ama e realizar atividades que lhe deem prazer.

Sair da depressão sozinho é muito difícil, mas você pode tomar algumas ações por si mesmo e lutar contra esse problema, como:

  • buscar conhecimento sobre a depressão;
  • saber perdoar;
  • cultivar a espiritualidade;
  • usar a depressão para crescer como pessoa.

Também é importante ter em mente que a força de vontade para curar o problema tem que partir de você mesmo, pois é você que tem que enfrentar a situação e mudar de atitude. Assim pouco a pouco por meio de toda a ajuda necessária você será capaz não só de aprender como sair da depressão como ser uma pessoa muito melhor no processo.

Tags:
Diego Rubel, Psicólogo

CRP 08/13.666. Psicólogo clínico com um longo histórico pessoal de tratamento da dor: tendinite do joelho, síndrome de ATM e, mais recentemente, alguma dor no ombro que ainda não tive a chance de descobrir o que é! Estudante de ioga há muito tempo, recentemente estive pesquisando os mecanismos de alívio da dor e hábitos para uma vida mais saudável e gratificante.

  • 1

Deixe seu Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *