Pesquisar

Saúde

Dor nas Costas: O Mal da Modernidade

Compartilhe
dor nas costas

Está com dor nas costas e não sabe mais o que fazer? Pois é, saiba que você está longe de estar sozinha. As dores nas costas, dor na lombar (lombalgia) ou na cervical afetam muita gente pelo mundo afora.

De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde) sete entre cada dez pessoas sofrem de dor na coluna, havendo uma incidência de aproximadamente 80% da população mundial que uma vez na vida já sofreu com esse male.

As dores nas costas indicam que há algum problema seja com a coluna vertebral, músculos, nervos ou mesmo em outra parte do organismo. Ela pode atingir pessoas de todas as idades, inclusive crianças e adolescentes.

Por isso é preciso ficar atento e quando a dor é intensa e frequente é indicado procurar um médico para que ele possa fazer o diagnóstico e assim recomendar o tratamento adequado para resolver ou amenizar o problema.

Neste artigo você vai entender melhor sobre o que são as dores nas costas, suas causas, tratamento e como preveni-la.

O Que São as Dores nas Costas?

As dores nas costas chamadas cientificamente de dorsalgias são dores situadas na área da coluna que podem ocorrer devido a um trauma físico, se desenvolverem ao longo do tempo devido a mudanças causadas pelo envelhecimento natural, estarem relacionadas a hábitos ruins como má postura ou por decorrência de alguma doença que provoca inflamação da região.

A dor pode se apresentar de diferentes formas e intensidades, podendo ser um leve incômodo ou mesmo uma dor muito forte e que chega de forma repentina, fazendo com que a pessoa fique impedida de se movimentar por dias ou semanas.

As dores nas costas podem partir de diferentes partes da coluna. A coluna é dividida em quatro partes:

  • Coluna cervical: parte superior que é formada por sete vértebras;
  • Coluna dorsal ou torácica: que fica atrás do pulmão e é formada por doze vértebras;
  • Coluna lombar: que fica na parte inferior das costas e é formada por cinco vértebras;
  • Coluna sagrada: se encontra na região do sacro, sendo formada por quatro ou cinco vértebras fundidas.

Quando a dor se instala na coluna cervical é conhecida como cervicalgia, quando se dá na coluna dorsal é chamada de dorsalgia e quando acomete a coluna lombar é chamada de lombalgia.

Como as Dores nas Costas São Caracterizadas?

As dores nas costas são caracterizadas em dor aguda, subaguda e crônica. Conheça cada uma dessas formas a seguir:  

Aguda

Ocorre devido a uma lesão repentina, que aparece após um esforço físico ou movimento inadequado. Essa dor costuma durar até seis semanas, sendo que costuma sumir em um mês.

Caso isso não aconteça é necessário consultar um médico para fazer um diagnóstico e recomendar um tratamento.

Subaguda

Essa forma de dor costuma se prolongar de seis a doze semanas. Geralmente melhora em até três meses.

Crônica

Essa dor costuma durar mais de doze semanas, ela pode causar incapacitação física e acomete pessoas de todas as idades, sendo mais comum a partir dos quarenta anos.

Essa forma de dor é mais difícil de sumir, sendo que sua causa deve ser estudada por um especialista para que possa fazer o diagnóstico e assim realizar o tratamento adequado.

Geralmente a dor crônica é comum em casos de síndrome dolorosa miofascial, degeneração de disco, hérnia de disco, distensão muscular, compressão por fratura devido a osteoporose, estenose da medula espinhal, osteoartrite e artrite reumatoide.

Quais os Tipos de Dores nas Costas?

As dores nas costas podem se manifestar de diferentes formas e em diversas regiões, como:

Dor nas costas do lado direito ou esquerdo

Geralmente esse tipo de dor indica uma lesão muscular, podendo ser causada pela prática de atividades físicas em excesso, por algum trauma, esforço no trabalho ou má postura.

Mas também pode se dar devido a outros problemas como hérnias ou artrose.

Dor nas costas ao respirar

Esse tipo de dor está relacionado ao pulmão, sendo caracterizada pela sensação de falta de ar ou dor ao respirar fundo. Isso pode acontecer devido a problemas que afetam o pulmão como gripe, infecção pulmonar ou hábito de fumar.

Também pode ocorrer devido a outros problemas como fibromioalgia, problema que causa dor e fraqueza muscular generalizada.

Dor nas costas que irradia para as pernas

Esse tipo de dor nas costas costuma ocorrer no final da coluna, na coluna sagrada. A dor é caracterizada sob a forma de pontadas ou formigamento, podendo ser sentida estando parado ou em movimento.

Essa dor pode ser causada por problemas como bico de papagaio, que acontece devido ao desgaste das vértebras ou nervo ciático.

Dor no meio das costas

Quando se dá nessa região indica cálculo renal. É uma dor que é caracterizada como uma cólica de grande intensidade, chegando a limitar os movimentos da pessoa.

Mas também pode ser hérnia de disco, em que a dor consegue se irradiar para as costelas.

Dor nas costas que causam aperto no peito

Essa dor geralmente indica problemas no coração ou mesmo um sintoma de uma doença psiquiátrica.

Dor na parte de cima das costas

Quando a dor se dá na coluna cervical, próximo aos ombros, o motivo pode ser cansaço, torcicolo, estresse ou devido a algum movimento que lesionou essa região do corpo.

Dor na região lombar

A região lombar é a parte de baixo das costas, que se encontra entre a cintura e as nádegas. Como essa região é responsável por carregar a maior carga da coluna é comum que em algum momento da vida a pessoa sinta dor.

A dor pode ser causada devido à má postura ao sentar, deitar ou abaixar, ou mesmo devido a alguma inflamação, hérnia de disco, artrose, escorregamento da vértebra ou mesmo problemas emocionais.

O Que Causa a Dor nas Costas?

As dores nas costas podem estar associadas a diferentes problemas, tais como:

Traumas

As dores nas costas por traumas podem ocorrer devido a distensões musculares, contusões na região dorsal ou mesmo fraturas, podendo ser causadas por quedas, esforço físico exagerado ou posições inadequadas.

Principalmente a região lombar tende a sofrer com tensões musculares, porque ela tem a função de suportar o peso além de ser essencial para a realização do movimento.

Postura inadequada

Ter uma má postura ao sentar ou deitar pode provocar dores nas costas ou mesmo hérnia de disco, que costuma acometer a região lombar, provocando uma lesão na região.

Quando ocorre a hérnia de disco é gerada uma pressão nos nervos da coluna, provocando dor nas costas. Essa dor costuma se estender para outras partes do corpo como uma das pernas, podendo provocar uma sensação de choque e formigamento.

Degeneração

As dores nas costas também podem ser causadas devido à degeneração dos corpos vertebrais, facetas articulares ou discos intervertebrais como costuma ocorrer conforme envelhecemos.

A espondiloartrose é a degeneração discal. Trata-se de um desgaste que afeta toda a coluna, de modo proporcional devido ao processo de envelhecimento.

Alterações estruturais

A dor pode aparecer por causa de alterações na estrutura da coluna, como acontece no caso da doença de Schermann, que provoca a deformidade na coluna vertebral de adolescentes.

Ou também pode ser devido a sequelas de fraturas, quando a dor é provocada pela deformidade nos ossos e instabilidade.

Alterações metabólicas

As dores nas costas também podem ser causadas por alterações metabólicas, como ocorre no caso da osteoporose, que é uma doença em que os ossos ficam frágeis e porosos, assim aumentando as chances de haver fraturas.

Infecções

As infecções na coluna vertebral como a osteomielite e a infecção por herpes zoster também pode provocar dor. Nesses casos é preciso haver o tratamento adequado, pois caso essas infecções não sejam curadas pode haver comprometimento dos nervos da coluna, tecido ósseo ou discal.

Tumores

Outra causa para as dores nas costas são tumores, sejam eles benignos ou malignos. Pois pode acometer principalmente a estrutura óssea a coluna vertebral.

A dor geralmente é gerada devido a metástases, quando o câncer se espalha para outras partes do corpo. Ela costuma ser persistente e progressiva, não melhorando mesmo quando a pessoa fica parada e ainda pode piorar à noite, acordando-a do sono.

Artrose da articulação da coluna

Esse problema afeta as articulações das juntas das vértebras que são responsáveis pela estabilidade e flexibilidade da espinha. Devido à esse tipo de artrose as articulações ficam inflamadas e inchadas.

Espondilolistese

Trata-se do escorregamento ou luxação de um corpo vertebral sobre o outro, provocando sobrecarga nas articulações e pinçando os nervos, assim gerando uma dor neuropática.

Síndrome dolorosa miofascial

Outra causa de dores nas costas é essa síndrome que é caracterizada por pontos de gatilho que provocam dor local ou à distância. Esse problema pode causar dor crônica.

Síndrome do piriforme

Essa síndrome provoca inflamação no nervo ciático quando ele passa pelo músculo piriforme, assim gerando dores nas costas que podem se estender para o quadril e as pernas.

Síndrome da cauda equina

Esse problema é causado por uma complicação grave e rara que ocorre na hérnia de disco, em que o material do disco é empurrado para dentro do canal vertebral, comprimindo o feixe de raízes nervosas lombares e sacrais.

Isso acaba provocando incontinência urinária e intestinal, podendo gerar dano neurológico permanente, caso não seja tratado.

Pedra nos rins

Pode causar dor aguda seja do lado direito ou esquerdo das costas. Essa dor pode piorar com o tempo e não melhora mesmo mudando de posição.

Aneurisma da aorta abdominal

Esse problema acontece quando a artéria que fornece sangue para o abdômen e pernas aumenta de tamanho, provocando dor nas costas. Ele deve ser tratado com rapidez, pois pode haver o risco de ruptura.

Problemas emocionais

O stress e a ansiedade podem causar dores nas costas, pois a coluna é responsável por sustentar o corpo, e por isso as costas ficam sobrecarregadas, podendo provocar dores.

Quais os Fatores de Risco para Dores nas Costas?

Além dos problemas que mencionamos existem alguns fatores de risco que contribuem para o aparecimento das dores nas costas. Entre eles temos:

Idade

Conforme envelhecemos (veja o artigo sobre envelhecimento aqui) começamos a sofrer degenerações em algumas regiões da coluna, como os discos intervertebrais, provocando a redução de sua capacidade de amortecer o impacto entre as vértebras.

Além disso, costumam ocorrer outros problemas como osteporose, que pode causar fraturas, estenose espinhal e redução da elasticidade e tônus muscular.

Vida sedentária

Levar uma vida sedentária pode provocar o enfraquecimento da musculatura abdominal e lombar, que não acabam suportando corretamente a coluna vertebral.

Gravidez

A gravidez pode causar dores nas costas devido ao peso da barriga, que acaba forçando os músculos das costas. Por isso a cartilagem e as articulações da coluna ficam inchadas, assim provocando as dores.

Nesse caso é importante que a gestante converse com seu médico para que ele recomende atividades que possam prevenir ou diminuir as dores nas costas como ioga, natação, caminhada, alongamento, pilates e hidroginástica.

As dores geralmente desaparecem depois que o parto é realizado.

Excesso de peso

Ter excesso de peso pode provocar dores nas costas, pois aumenta a pressão sobre as costas, podendo gerar dor lombar. Por isso é indicado manter o peso ideal para sua altura e idade.

Atividade profissional

Posturas inadequadas, movimentos repetitivos e levantamento de peso em atividades profissionais podem provocar dores e lesões, pois geralmente se pratica a atividade ou se mantém em uma mesma posição durante um longo período.

Carregar muito peso nas costas

Geralmente crianças e adolescentes usam mochilas carregadas com livros e cadernos. Carregar muito peso nas costas pode estirar a musculatura e ligamentos, provocando fadiga muscular e consequentemente dores nas costas.

Por isso o indicado é não carregar mais do que 15 a 20% do próprio peso corporal.

Genética

Existem problemas genéticos que podem causar dores nas costas como a espondilite anquilosante, que é uma artrite inflamatória que prejudica a coluna vertebral e as articulações grandes.

Problemas psicológicos

Como dissemos anteriormente problemas emocionais e psicológicos podem causar dores nas costas. A ansiedade e depressão podem influenciar dor crônica nas costas enquanto que o estresse pode causar tensão muscular.

Além disso, sofrer com dor nas costas também pode colaborar para o surgimento de problemas psicológicos.

Como é Feito o Diagnóstico?

Ao sentir dor nas costas é importante ir ao médico, o problema pode ser diagnosticado por um clínico geral ou ortopedista.

Geralmente o médico faz um exame clínico e perguntas como quando iniciou a dor, qual o local da dor e se ela limita os movimentos do paciente. Dessa forma ele tenta identificar o problema e se for necessário uma avaliação mais minuciosa ele pede exames complementares, como:

  • Radiografia: conhecido como raio-X é um exame de imagem que mostra as estruturas ósseas e desalinhamentos vertebrais ou fraturas. Geralmente ele é usado para buscar ossos quebrados ou vértebras lesadas.
  • Ressonância magnética nuclear: também é um exame de imagem que mostra tecidos moles. Geralmente é pedido para a identificação de doenças mais graves como tumores, infecções, inflamações, hérnia de disco ou rupturas.
  • Termografia: é um exame que faz uma análise das regiões do corpo através da temperatura da pele. Ele é usado para identificar áreas inflamadas.
  • Tomografia computadorizada: é uma espécie de raio-X que capta imagens de todo o corpo em 360°. Através dela é possível ver estruturas da coluna vertebral que não podem ser vistas em radiografias comuns, ajudando a identificar estenose espinal, ruptura de disco ou tumores.
  • Eletroneuromiografia: exame realizado através da inserção de agulhas muito finas nos músculos que ajudam a medir a atividade elétrica transmitida a partir do cérebro ou da medula espinhal. É usado para confirmar suspeita de radiculopatia lombar.

Quais os Tratamentos para Dor na Coluna?

Cerca de 90% dos casos de dores nas costas são solucionados em poucas semanas, sendo que em sua maior parte o tratamento não precisa ser invasivo, podendo ser realizado através de alongamentos, exercícios posturais, remédios como analgésicos e anti-inflamatórios, bolsas de água quente, massagens, acupuntura, fisioterapia, entre outros.

No entanto há alguns casos como na lombalgia mecânica em que é necessário realizar uma cirurgia para tratar o problema.

Vamos conhecer melhor os tratamentos a seguir:

Repouso

Geralmente para a recuperação de problemas musculares ou fraturas é necessário repouso, pois ao ficar deitado, de forma cômoda para a coluna é reduzida a pressão sobre a musculatura lombar e os discos vertebrais.

O médico costuma recomendar de três a quatro dias de repouso, dependendo do problema.

Também pode ser pedido ao paciente que não fique o tempo todo deitado, pois ficar muito tempo em repouso pode causar o surgimento de coágulos sanguíneos, agravamento das dores e depressão. Por isso muitas vezes é orientado mudar de posição para evitar esses problemas.

Fisioterapia

A fisioterapia ajuda a fortalecer a musculatura da região abdominal, assim aumentando a flexibilidade e mobilidade, o que ajuda a melhorar as dores nas costas.

Os movimentos podem ser realizados com a ajuda do profissional ou utilizando-se aparelhos e instrumentos como pesos leves, bola ou elásticos.

Alongamento

Fazer alongamento proporciona o relaxamento da musculatura e também evita que os músculos fiquem muito rígidos ou atrofiados, assim amenizando a dor nas costas.

Massagem

A massagem ajuda a relaxar a musculatura e ainda proporciona a liberação de endorfina que alivia a dor. Ela pode ser feita com as mãos ou mesmo com o auxílio de instrumentos próprios para isso.

Estimulação elétrica nervosa transcutânea (TENS)

Esse tratamento faz uso de uma corrente elétrica de baixa frequência que é aplicada na pele, na região que está dolorida. Ele ajuda a controlar e aliviar as dores, agindo de forma analgésica.

Geralmente é utilizado após a fisioterapia para ajudar a recuperação ou tornar o fortalecimento muscular mais eficaz.

Compressas quentes ou frias

A compressa fria ajuda a anestesiar os nervos da região da coluna, reduzindo o inchaço. Elas devem ser usadas em caso de traumas ou lesões, sendo mais eficazes de 24 a 48 horas após a lesão.

A compressa quente deve ser usada em caso de dores crônicas, em que a causa não seja traumas ou lesões, pois ajuda a relaxar o músculo e alivia a dor nas costas, promovendo também a cicatrização.

Exercício físico

Realizar exercícios físicos ajuda a fortalecer os músculos, deixando-os mais flexíveis e assim melhorando a cicatrização de lesões. Os exercícios físicos são indicados em caso de dores leves, mas se a dor for mais intensa é bom que o médico recomende os tipos de exercício ideais.

Remédio para dor nas costas

O médico também pode receitar alguns medicamentos para dor nas costas como analgésicos e anti-inflamatórios, ou até mesmo injeções com analgésicos mais fortes e corticoides caso as dores sejam mais intensas. O ideal é sempre o especialista receitar o remédio, você nunca deve se automedicar.

Quiropraxia

A quiropraxia é uma técnica que é muito confundida com a massagem, mas envolve movimentos com as mãos que ajudam a tratar problemas no sistema neuro-músculo-esquelético, aliviando as dores e o enrijecimento dos músculos.

Acupuntura

É uma técnica milenar criada no Oriente que consiste na aplicação de agulhas pequenas e finas na pele agindo diretamente na região onde a pessoa sente as dores. A acupuntura ajuda a aliviar a dor, fazendo com que o paciente sinta uma melhora.

Ioga

Trabalha o corpo, unindo técnicas de respiração e relaxamento. Esse tipo de exercício ajuda a fortalecer os músculos e aliviar as dores.

Pilates

É um tipo de exercício que faz uso de equipamentos específicos em que a pessoa realiza movimentos e mexe o aparelho com o corpo. Ele ajuda a fortalecer os músculos e melhorar a dor.

Cirurgia

A cirurgia só é realizada em último caso, quando o problema está prejudicando a vida da pessoa. Geralmente é solicitada em caso de síndrome da causa equina, lombociatalgia hiperálgica, lombalgias infecciosas, claudicação neurogênica, espondilolistese, entre outros.

Exercícios para Dor nas Costas

Existem alguns exercícios que ajudam a aliviar a dor nas costas, entre eles:

  • Alongamento gato: nesse exercício a pessoa deve ficar na posição de quatro em cima de um colchonete, com as mãos espalmadas no chão e os joelhos apoiados no chão. Então ela deve arquear a coluna, curvando-a, e depois voltando à posição inicial.
  • Joelho no peito: a pessoa deve deitar de costas em um colchonete e levantar uma das pernas e levar o joelho ao peito, permanecendo assim por vinte segundos. Depois deve abaixar a perna e repetir o mesmo movimento com a outra.
  • Prancha: a pessoa deve deitar em um colchonete com a barriga para baixo e então apoiar os cotovelos no chão, deixando os punhos fechados. Depois deve levantar a ponta dos pés devagar, para que o quadril suba e o corpo fique reto, deve ficar nessa posição por um minuto e depois descansar.
  • Alongamento lombar: a pessoa deve deitar com as costas apoiadas no colchonete com os braços abertos, depois deve dobrar os joelhos e deixar as pernas unidas e deixá-las lentamente cair para o lado direito. Deve manter a posição por trinta segundos e depois deve fazer o mesmo para o outro lado.

Como Prevenir as Dores nas Costas?

A dor nas costas nem sempre pode ser evitada, no entanto existem algumas formas de preveni-la e ainda ajudar a aliviá-la. Entre essas formas estão:

Manter o peso ideal

Manter o peso ideal ajuda a não sobrecarregar a coluna, além de proporcionar uma vida mais saudável. Por isso também é indicado ter uma alimentação rica em alimentos saudáveis e praticar exercícios físicos para manter o peso ou emagrecer, caso seja necessário.

A gordura da região abdominal provoca o deslocamento da coluna para frente, assim sobrecarregando os músculos das costas.

Se for o contrário e você for muito magro, saiba que também é preciso cuidar para ter o peso ideal, pois você pode ter deficiência de cálcio, o que pode levar a problemas como osteoporose.

Pratique exercícios físicos

Praticar exercícios físicos ajuda a fortalecer a musculatura do corpo, inclusive das costas. Além disso, há atividades físicas que ainda ajudam a manter uma boa postura como ioga, por exemplo.

Quando for realizar exercícios com peso sentado ou deitado você deve usar um apoio para as costas para evitar que ela fique sobrecarregada.

Fortalecendo os músculos você ajuda a evitar dores e ainda proporciona bem-estar.

Corrija a postura

É importante que você esteja atento à sua postura e a corrija quando necessário. Se você trabalha sentado é indicado ficar em uma posição correta para que a coluna não seja prejudicada, além de dever se levantar de vez em quando e se alongar.

Quando for sentar se posicione de modo que sua coluna fique ereta e os joelhos dobrados em 90 graus. As pernas não devem ficar cruzadas, mas apoiadas no chão e levemente afastadas enquanto que os braços devem estar apoiados sobre a mesa.

Caso você vá assistir televisão, faça isso sentado, com a cabeça alinhada ao tronco e as costas eretas apoiadas no sofá, não deite a cabeça no braço do sofá, pois isso pode causar dores no pescoço. Você também deve evitar usar sapatos de salto alto ou instáveis, devendo dar preferência aos de solado macio e baixo.

Para não sobrecarregar a coluna você deve evitar carregar muito peso e quando for se abaixar para apanhar algum objeto não curve a coluna, mas abaixe todo o corpo, flexionando os joelhos. Assim você estará evitando que a coluna sofra travamento e lesões.

Cuidado ao dormir

Você também deve se atentar à posição em que você dorme, preferindo deitar com as costas apoiadas no colchão ou de lado. O ideal é alinhar sua postura ao deitar.

Fique atento ao colchão, pois ele não deve nem ser muito duro nem muito mole, pois isso pode acabar gerando dores nas costas. Você também deve se atentar a seu travesseiro, o qual não deve ser nem muito alto ou muito baixo, pois pode causar dores no pescoço e de cabeça.

Cuide de sua saúde

É importante que você também cuide de sua saúde e beba bastante água, para que seu organismo se mantenha hidratado e funcionando normalmente.

Você também deve evitar o cigarro, pois ele causa muito mal para o pulmão, podendo causar problemas pulmonares que podem por sua vez resultar em dores nas costas.

E se alimente de alimentos saudáveis, principalmente ingerindo cálcio para manter seus ossos fortalecidos e assim evitar lesões e fraturas na coluna.

Como você pode ver neste artigo a dor nas costas é um problema que atinge a maioria das pessoas, independente de sua idade. Ela pode ser aguda, subaguda ou crônica, dependendo do seu tempo de duração.

A dor nas costas pode ser causada por vários motivos, desde traumas e contusões a tumores. O diagnóstico deve ser feito por um clínico geral ou ortopedista.

Geralmente o médico faz um exame clínico e para uma melhor avaliação pode pedir exames mais específicos como radiografia, tomografia, entre outros.

O tratamento na maioria das vezes se baseia em fisioterapia, no uso de medicamentos para o combate a dor e terapias. No entanto em casos graves pode haver necessidade de cirurgia.

Para prevenir a dor nas costas é essencial que você cuide de seu peso, corrija sua postura e adquira hábitos saudáveis. Dessa forma você não só vai ajudar a evitar a dor nas costas como vai melhorar sua qualidade de vida.

Tags:
Diego Rubel, Psicólogo

CRP 08/13.666. Psicólogo clínico com um longo histórico pessoal de tratamento da dor: tendinite do joelho, síndrome de ATM e, mais recentemente, alguma dor no ombro que ainda não tive a chance de descobrir o que é! Estudante de ioga há muito tempo, recentemente estive pesquisando os mecanismos de alívio da dor e hábitos para uma vida mais saudável e gratificante.

  • 1

Deixe seu Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *