Pesquisar

Saúde

Você Conhece a Quiropraxia?

Compartilhe
quiropraxia Foto: Jcomp - Freepik

A quiropraxia é uma técnica que realiza a prevenção, diagnóstico e o tratamento de problemas no sistema neuro-músculo-esquelético. Um quiroprata estuda e atua sobre a coluna vertebral, articulações, músculos, tendões, nervos e seu impacto sobre o sistema nervoso e a saúde do organismo.

Essa técnica é baseada em ajustes e manipulações articulares através das mãos. Para aplicá-la é necessário ter um curso universitário, sendo que a profissão de quiroprata atualmente é reconhecida e incentivada pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Neste artigo você vai encontrar tudo o que você precisa saber sobre a quiropraxia e conferir se é uma boa opção para você.

Informações Gerais

A quiropraxia é uma profissão da área da saúde que pode ajudar a tratar e prevenir desordens do sistema neuro-músculo-esquelético.

Ela ajuda a devolver o alinhamento normal das articulações que se encontram desalinhadas ou bloqueadas, assim possibilitando que as informações que são recebidas e ordenadas pelo cérebro circulem pelos nervos sem perturbações.

Dependendo do local onde essa desordem se encontra pode auxiliar no tratamento de diferentes problemas.

Quando a desordem se encontra na parte cervical é possível ajudar a tratar problemas como dores de cabeça, pressão alta, sinusite, alergias, problemas oculares e auditivos, crises nervosas, cansaço crônico, torcicolos, dores, dormência de braços, entre outros.

Quando se encontra na parte torácica pode ajudar a tratar artrite, asma, úlcera, gastrite, reumatismo, tosse, dificuldades para respirar, dores nos braços, dores no peito, bronquite, gripe, problemas renais, dor no abdômen, má circulação sanguínea, entre outros.

Caso se encontre na parte lombar pode ajudar a tratar prisão de ventre, hérnias, cólicas, diarreia, dor e debilidade crônica, problemas na bexiga, problemas menstruais, dores no joelho, pernas fracas, esterilidade, entre outros.

E quando se encontra no sacro pode ajudar a tratar dores ao sentar, hemorroidas, certos tipos de esterilidade, coceira, varizes, dores no quadril, entre outros.

História

A quiropraxia surgiu em 18 de setembro de 1895 na cidade de Davenport, no estado de Iowa, nos Estados Unidos.

Daniel David Palmer, um canadense que migrou para os EUA examinou Harvey Lillard, um servente do edifício em que trabalhava e descobriu que ele tinha uma saliência em sua coluna, ele deu um empurrão firme na vértebra, produzindo um forte estalo.

Esse foi o primeiro ajuste da quiropraxia moderna. O impressionante é que o servente Lillard apresentava uma deficiência auditiva desde os 17 anos de idade. Após a “intervenção” começou a ouvir alguns sons e após algumas sessões sua audição voltou ao normal.

Palmer inicialmente não compreendeu porque o servente havia melhorado e associou o procedimento a uma cura milagrosa. Com o tempo os profissionais que foram se especializado em quiropraxia passaram a perceber que o alinhamento da coluna era capaz de resolver ou atenuar diferentes problemas clínicos.

O nome quiropraxia vem da palavra grega Chiropratic que significa “feito pelas mãos”.

Palmer fundou o Palmer School em Davenport, onde começou a ensinar quiropraxia, mais tarde a escola se tornou uma das maiores faculdades da profissão nos EUA.

Seu filho Bartlett Joshua Palmer ficou responsável pela administração da escola e contribuiu para a aceitação da prática pelo público e legisladores, assim como sua popularização.

Quando ele faleceu em 1961, a quiropraxia já era o maior sistema de cuidado da saúde não medicamentoso nos Estados Unidos.

No Brasil os primeiros cursos de graduação na área tiveram origem nos anos 2000.

Atualmente apenas duas universidades ministram os cursos, a Universidade Anhembi-Morumbi, em São Paulo e a Universidade Feevale, em Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul. O curso é autorizado pelo MEC e tem duração de 5 anos.

Quiropraxia – Como Funciona?

Essa técnica pode ser aplicada em pessoas de todas as idades, desde bebês a idosos. O tratamento não se baseia em massagem, e sim técnicas de manipulação e manobras articulares que tem como objetivo alinhar a coluna vertebral, corrigindo desordens nessa estrutura.

Geralmente antes de tratar o paciente, o quiropraxista realiza uma investigação completa do histórico médico da pessoa através de exames biomecânicos, ortopédicos, neurológicos, palpativos, sobre a forma de caminhar, medição das pernas, força muscular, entre outros.

Também são feitos testes e avaliações para que o profissional possa identificar o problema e assim apresentar um plano de tratamento personalizado.

A primeira sessão costuma ser mais longa podendo durar até uma hora, enquanto que as demais são mais curtas, perdurando de quinze a vinte minutos. O número de sessões vai depender do problema do paciente podendo variar de cinco a vinte.

Quais os tipos de tratamento?

Existem três tipos principais de tratamento: de alívio, corretivo e de manutenção.

  • Tratamento de alívio – indicado para o alívio de uma dor aguda e desconforto.
  • Tratamento corretivo – elimina problemas vertebrais crônicos que exigem um tratamento mais longo.
  • Tratamento de manutenção – ajuda a manter os resultados que foram obtidos nos tratamentos de alívio e corretivo.

Quais as técnicas usadas?

A quiropraxia envolve várias técnicas para que o paciente seja atendido da melhor forma possível de acordo com suas necessidades. Entre as principais técnicas aplicadas, temos:

  • Diversificada – a mais comum e praticada, ela é realizada através de ajustes manuais. Pra você ter ideia existem mais de 3 mil ajustes quiropráticos, sendo que cada um tem seu vetor, ponto de apoio, intensidade e velocidade específica. O ajuste é escolhido de acordo com cada situação.
  • Técnica sacro occipital – ela ajuda a corrigir problemas no bombeamento do líquido cefalorraquiadiano (liquor) que é realizado entre o sacro (osso da base da coluna) e o occipital (osso da base do crânio), assim ajudando a estabilizar a colina, músculos e órgãos.
  • Activator chiropratic technique – é utilizado um aparelho para fazer os ajustes, tendo como objetivo localizar e remover os complexos de subluxações (quando a vértebra perdeu a posição ou função normal em relação a outras vértebras, assim gerando uma disfunção mecânica).
  • Técnica de Thompson e speed board – as duas técnicas usam o mecanismo de “drop” que permite um ajuste leve, amplificando o impulso que o quiropraxista realiza. O speed board é uma pequena tábua que é usada para corrigir os membros, enquanto que a técnica de Thompson usa uma maca que possui partes móveis com o mesmo mecanismo. As técnicas podem ser usadas de forma individual ou associadas.

Para quem é indicado a quiropraxia?

Para pessoas que tem problemas com dores musculares e espasmos, problemas na coluna, dores nas costas e tendinites.

Mas também é indicado para pessoas que trabalham com computadores e até mesmo mulheres gestantes. Além disso, crianças, adolescentes, idosos e atletas também podem se beneficiar com a quiropraxia.

Existem contraindicações?

Sim, pessoas que sofrem de osteoporose, artéria calcificada, câncer ou realizaram cirurgias recentes não podem fazer.

Quanto tempo dura o tratamento?

A duração do tratamento vai depender do problema que o paciente apresenta, em pessoas que apresentam muita dor é recomendado sessões diárias até que o problema seja atenuado, então a frequência diminui.

Quando o problema foi resolvido é indicado fazer sessões mensais para conservar o bom estado.

Quiropraxia – Benefícios

A quiropraxia proporciona vários benefícios para a saúde, entre eles:

Alivia a dor

A quiropraxia é capaz de aliviar a dor com mais eficácia que os medicamentos, pois ela trata a causa da dor e não os sintomas.

Por exemplo, se seu pescoço está desalinhado, o analgésico vai tratar os sintomas, mas a prática atua diretamente na causa da dor, proporcionando alívio e a resolução para o problema.

Dessa forma você pode tratar o problema sem ser necessário o uso de medicamentos, mas de forma natural.

Tratamento individualizado

A quiropraxia envolve diferentes técnicas, assim cada tratamento é voltado especificamente para o paciente. Dessa forma você terá um tratamento feito especialmente para você e que vai te ajudar a resolver o problema da melhor forma possível.

Resultados rápidos

Além disso, a quiropraxia é capaz de oferecer resultados rápidos, pois mesmo que o tratamento seja feito a longo prazo, você pode sentir algumas mudanças após as primeiras sessões. Ótimo para quem está sofrendo problemas urgentes.

Tratamento não invasivo

Diferente de cirurgias, injeções e outros tipos de tratamentos invasivos, essa técnica é realizada de forma segura e não invasiva, utilizando apenas as mãos e poucas ferramentas.

A quiropraxia também não provoca dor, mas proporciona um relaxamento e alívio rápido.

Bom para a saúde mental

O alinhamento da coluna vertebral também pode ajudar a manter o equilíbrio da saúde mental, auxiliando no combate a doenças como depressão e ansiedade.

Melhora problemas nas articulações

Essa técnica também ajuda a resolver problemas articulares e nos tendões, assim melhorando nosso desempenho, uma vez que essas disfunções podem reduzir nossa mobilidade e impedir que façamos as tarefas diárias normalmente.

Melhora a postura

Como atua diretamente na coluna, a quiropraxia ajuda a promover uma boa postura, fazendo com que os nervos não fiquem sobrecarregados. Pois como os nervos da coluna são alinhados, ela mantém uma posição correta ao mesmo tempo em que é fortalecida.

Proporciona mais qualidade de vida

A quiropraxia proporciona mais qualidade de vida, pois alivia as dores e resolve problemas tanto físicos como mentais. Dessa forma a pessoa pode viver melhor e realizar as tarefas do dia a dia com mais disposição e tranquilidade.

Dúvidas

Selecionamos algumas perguntas e respostas que podem te ajudar a esclarecer dúvidas sobre a quiropraxia.

Como a quiropraxia trata a escoliose?

A escoliose é um problema que ocorre quando a coluna vertebral apresenta uma curvatura ou torção, que deixa a coluna em forma de “S”. Esse problema acomete na maioria das vezes crianças e adolescentes, mas adultos também podem apresentar o problema.

Essa curvatura provoca dor nas costas em adultos e geralmente os jovens sentem desconforto.

O tratamento é realizado de acordo com a idade, gravidade do caso e a possibilidade de piorar com o tempo.

No caso dos jovens a curvatura pode melhorar, sendo que pode ser necessário usar um colete ou moldagem órtese para impedir a progressão da curva.

Caso haja progressão da curvatura da criança ou jovem pode ser necessário realizar uma operação em que são inseridas hastes de metal nas costas para estabilizar a coluna vertebral.

A quiropraxia também pode ser usada para ajudar a corrigir a curvatura da coluna vertebral ou reduzir a progressão através de ajustes da articulação da coluna e orientação da postura.

Se a causa da escoliose for uma interrupção do fluxo neural por uma subluxação, a remoção da interrupção faz com que o organismo volte ao normal.

O resultado vai variar de acordo com o tempo em que a curva está instalada e o quanto o problema prejudicou a coluna.

A quiropraxia ajuda a tratar problemas da coluna?

A prática ajuda a recuperar rapidamente lesões e disfunções da coluna, proporcionando bem-estar aos pacientes.

No entanto a quiropraxia é um tratamento de apoio, ajudando apenas aliviar as dores na coluna. Por isso ainda se faz necessário consultar um médico especializado para resolver o problema para que o tratamento seja eficaz.

Qual o preço de uma sessão de quiropraxia?

O valor de uma sessão da técnica custa em média de 100 a 300 reais, tudo vai depender da clínica em que você vai ser atendido e a região onde você mora.

O primeiro atendimento costuma ser mais caro, pois nele é realizada a avaliação do paciente, o que costuma levar mais tempo.

Qual a diferença entre estralar as costas e ser tratado na quiropraxia?

Os ajustes que o quiroprata realiza nas sessões da terapia se assemelham ao estralar que damos nas costas quando nos esticamos.

No entanto são diferentes, pois quando estralamos uma estrutura, imobilizamos vários seguimentos ao mesmo tempo, sem uma direção ou linha de correção.

Por outro lado os ajustes atuam na articulação que está restrita e ajudam a corrigir o movimento daquela região, utilizando a angulação correta, linha de correção e força adequada. Dessa forma proporcionando um bom resultado.

Se estralar a todo momento não é uma boa ideia, pois mesmo que dê alívio, isso é apenas temporário, pois o problema continuará.

O que é preciso para ser um quiroprata?

Para ser um quiroprata é necessário fazer o curso universitário de quiropraxia que tem duração de cinco anos. Durante o curso o aluno realiza um treinamento prático onde aprende fazer procedimentos manuais para tratar problemas nas articulações humanas.

Também tem a parte teórica, onde o aluno estuda matérias como fisiologia, anatomia, biomecânica do movimento e fisiopatologia da coluna cervical.

O aluno também faz estágio a partir do sexto semestre do curso, onde oferece atendimento à comunidade e tem que fazer um trabalho de conclusão de curso.

Onde o quiroprata pode trabalhar?

O profissional pode atender em clínicas particulares multidisciplinares ou abrir seu próprio consultório. Ele também pode atuar em empresas para cuidar da prevenção de doenças ocupacionais dos funcionários.

E também pode trabalhar em academias e clubes para tratar lesões esportivas.

A maioria dos quiropratas do Brasil estão instalados nos estados de São Paulo e Rio Grande do Sul, onde ficam as únicas universidades que oferecem o curso.

Como saber se o quiroprata é bom?

Quando procurar um profissional para te atender é importante verificar sua formação e perguntar onde ele estudou. Pois como dissemos anteriormente as únicas universidades que oferecem o curso são: a Universidade Anhem-Morumbi de São Paulo e a Universidade Feevale de Novo Hamburgo.

Você também deve verificar se o quiroprata se encontra cadastrado no site da Associação Brasileira de Quiropraxia. Aliás, a dica é buscar um profissional que se encontre cadastrado no site.

Antes de ir ao quiroprata é bom consultar um médico?

É importante avisar seu médico que pretende realizar o tratamento, uma vez que se trata de uma técnica de apoio e que pode auxiliar outros tratamentos.

Como você viu neste artigo a quiropraxia é uma técnica ajudar a prevenir, identificar e tratar problemas no sistema neuro-músculo-esquelético, podendo trazer vários benefícios à saúde, como alívio da dor, melhora da postura, diminuição de problemas nas articulações de punhos, cotovelos, ombros, mãos quadris, tornozelos e pés e até mesmo ajuda a tratar outros problemas como cólicas menstruais e bronquite asmática.

Além disso, essa prática é boa para a saúde mental, podendo tratar depressão e ansiedade e melhora a qualidade de vida do indivíduo, proporcionando mais conforto e mobilidade.

O tratamento é totalmente individual, sendo que cada paciente é avaliado separadamente e o profissional analisa quais ajustes e métodos serão necessários para solucionar o problema apresentado. Essa prática substitui o uso de medicamentos, pois atua diretamente na causa do problema, aliviando a dor e o desconforto.

A quiropraxia surgiu em 1895, sem querer quando o canadense Daniel David Palmer ajudou Harvey Lillard a recuperar a audição.

Essa técnica de fato parece milagrosa, mas se baseia em ajustes e manipulações das articulações através das mãos, tendo como objetivo devolver o alinhamento normal das articulações que se encontram desalinhadas ou bloqueadas, dessa forma fazendo com que as informações que são recebidas e ordenadas pelo cérebro trafeguem normalmente.

No entanto apesar de ser uma prática tão procurada e famosa, ainda assim ela é utilizada como um tratamento de apoio, sendo que não substitui a consulta a um médico especializado.

Por isso se você sentir alguma dor ou desconforto é importante consultar um médico e posteriormente aliar o tratamento com um quiroprata. Dessa forma você poderá solucionar o problema com mais eficácia.

Fontes:

https://www.eusemfronteiras.com.br/7-coisas-que-voce-precisa-saber-sobre-quiropraxia/

https://boaforma.abril.com.br/saude/7-duvidas-esclarecidas-sobre-quiropraxia/

https://www.terra.com.br/noticias/dino/quiropraxia-o-tratamento-eficaz-para-dores-de-coluna,6683016a4236732518e51f8cd8c3fdb3xetvnnu0.html

Diego Rubel, Psicólogo

Psicólogo clínico com um longo histórico pessoal de tratamento da dor: tendinite do joelho, síndrome de ATM e, mais recentemente, alguma dor no ombro que ainda não tive a chance de descobrir o que é! Estudante de ioga há muito tempo, recentemente estive pesquisando os mecanismos de alívio da dor e hábitos para uma vida mais saudável e gratificante.

  • 1

Deixe seu Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *